“Aprendi muita coisa convivendo com pessoas do mundo todo. Diversas culturas, costumes, comida, linguagem. É uma experiência única”, relata o ex-aluno do Sant’Anna International School ao falar sobre sua atual fase: estudante do High School e goleiro titular da equipe do Montverde Academy.

Há um ano, nos Estados Unidos, o jovem de 17 anos, Victor Savian de França, já desponta como um dos principais jogadores de seu time. Conquistando títulos, dentre o mais importante o Campeonato Nacional – baseado no ranking americano de futebol intercolegial. A premiação do título, que aconteceu no ginásio do colégio, teve cobertura do canal a cabo de esportes ESPN e foi motivo para o crescente apoio ao futebol da instituição. “Nunca nossa equipe conseguiu um título. Esse ano foi especial sem dúvida. Os estudantes – que não eram habituados a ver o esporte – passaram a torcer por nosso time”, informou o aluno e atleta.

A ida para Montverde na Flórida pegou de surpresa a todos: pais, treinador e inclusive, o próprio estudante. Há apenas seis meses incluso no programa Soccer Brazil, o jovem conseguiu a transferência.  “Foi uma correria porque foi tudo muito rápido. Nunca havia feito nenhuma viagem para o exterior, então além das papeladas e do visto, tive que tirar meu passaporte.

Mario França, pai do estudante, relatou que a ida do filho para o exterior foi motivo de orgulho para a família. “Não esperava. Foi impressionante (…) tudo muito rápido. Um orgulho para todos nós. Superou todas as dificuldades da língua e adaptação. Estou muito feliz com tudo isso.”

 “Primeiro tem que ir bem na escola depois no futebol”

Segundo Victor, os três primeiros meses nos Estados Unidos foram os mais difíceis, principalmente para se adaptar aos costumes locais e à língua estrangeira. A rotina puxada de estudos foi um dos fatores que contribuíram para que a vida do jovem melhorasse. Além do compromisso com a equipe de futebol do colégio, a maior parte do tempo é desfrutada no ensino – cerca de oito horas diárias, para os estudos.

Pensando em seu futuro, o jovem pretende conquistar mais títulos pelo colégio e ingressar em uma faculdade na região. Para que isso aconteça, ele sabe que o histórico escolar é o principal fator para entrar no ensino superior norte-americano. “Primeiro tem que ir bem na escola, depois no futebol”, conclui o jovem. Além do nível acadêmico do atleta, os alunos têm que alcançar a pontuação necessária – varia para cada instituição – no Toffel e SAT – provas para testar o nível da língua inglesa.

Fundamental para a emergente carreira do jovem estudante, o Soccer Brazil, programa do Sant’Anna International School, serviu para alavancar seu eminente sucesso. “Antes do soccer, eu fazia testes para vários times, mas era tudo muito difícil. O programa deu uma oportunidade muito boa para mim”, concluiu Victor.

Conheça o programa de intercâmbio esportivo. Você poderá ser o próximo a embarcar para os Estados Unidos. Entre para o Soccer Brazil.

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube
destaque_MAST

Equipe de aluno/atle

Entre os dias 12 e 14 de Janeiro aconteceu o ...

destaque

Aluno e atleta exemp

Pioneiro ao conseguir bolsas de estudos em universidade norte-americana junto ...

Visite Também

  • FIFA
  • Colégio SantAnna
  • CBF
  • Copa do Mundo 2014
  • 2sv Sports